UNIFORMES MILITARES: CONHEÇA MAIS SOBRE A HISTÓRIA

A tendência militar já se tornou um clássico. No entanto, como qualquer peça de roupa é importante conhecer um pouco da sua história para você usar este estilo com confiança e respeito.

Dos campos de batalha as passarelas os uniformes militares continuam fazendo história e encantando a todos. Da mesma forma, estão presentes em todos os estilos.

A moda militar está com tudo em 2021. Sendo assim, conheça um pouco mais sobre a história dos uniformes militares. Descubra como eles se tornaram tão populares e qual a melhor maneira de aproveitar esta tendência.

UNIFORME MILITAR DEVE SER USADO APENAS POR AQUELES EM SERVIÇO

Primeiramente, é preciso deixar claro que o uniforme militar deve ser utilizado apenas por aqueles em serviço. Embora o estilo militar se aproprie de alguns detalhes do uniforme e do cotidiano militar, não significa propriamente usá-lo.

No Brasil, por exemplo, o uso indevido de uniforme, distintivo ou insígnia militar está tipificado como crime militar no art. 171 e 172 do Código Penal Militar. Nestes casos, a pena é de até seis meses de detenção.

Em nosso país, militares possuem diversas vestimentas. O uniforme depende da patente, da força armada em que você está servindo, da ocasião e do clima do estado. O uniforme militar pode incluir desde peças mais básicas como camisetas, japonas, até sapatos especiais como coturno.

Um militar possui diversos uniformes. Sendo assim, cada um deles é designado para uma ocasião especial.

Alguns exemplos de vestimentas militares são os uniformes de gala usando em solenidades, uniformes solenes em solenidades menores e até mesmo os uniformes de educação física.

Da mesma forma, existem ainda outros uniformes especiais. Estes são utilizado para solenidades mais importantes, uniformes históricos e outros trajes especiais.

CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DO UNIFORME MILITAR

Os uniformes possuem uma história antiga. Sua ideia começou a surgir durante a idade média, quando escudos e bandeiras eram utilizados para sinalizar em que lado da batalha você estava. Geralmente, os símbolos e trajes mostravam qual nobre o combatente defendia.

Os primeiros uniformes militares propriamente ditos foram instituídos pela França em 1670. O objetivo era uniformizar os soldados e evitar o fogo amigo. Segundo os

historiadores, até então o fardamento era determinado pelos chefes dos corpos. Apesar disso, muitos soldados acabavam morrendo confundidos com o inimigo.

Os primeiros uniformes eram cheios de cores e outras pompas. Sendo assim, muitos soldados ficavam feridos já que era extremamente fácil localizá-los. Foi então que a camuflagem surgiu.

De acordo com os especialistas, a Inglaterra foi a primeira a adotar um uniforme cáqui. Desde então, os uniformes mais rebuscados ficaram restritos a ocasiões a ocasiões especiais e comemorações.

Atualmente cada país possui suas especificações com relação ao uniforme.

O UNIFORME MILITAR NO BRASIL

A história do uniforme militar no Brasil também possui uma longa trajetória. Por exemplo, até a Declaração da Independência, o uniforme militar do exército tinha influência de Portugal.

Neste período, os uniformes brasileiros seguiam o Plano de Uniformes para o Exército Português criado em 1806 por D. João VI, Príncipe Regente de Portugal.

Com a proclamação da república em 1889, foi aprovado o primeiro Plano de Uniformes no Brasil. O uniforme mudou diversas vezes, principalmente para se tornar mais funcional durante a I Guerra Mundial.

O verde oliva utilizado no exército que conhecemos hoje só passou a ser usado a partir de 1931. Esta modificação foi feita para diferenciar da polícia militar que utiliza o uniforme de cor cáqui.

O uniforme brasileiro ainda possui uma camuflagem única. O que o torna diferente dos outros e ainda mais especial.

Charmosos, funcionais e cheios de história. Estes são os uniformes militares. Os grandes inspiradores do estilo que virou tendência mundial